5.26.2015

{frestas de luz ao amanhecer}



os últimos dias têm sido assim: o que se plantou já deu frutos e há que colher o que se semeou. as sobremesas têm sido fartas de todas as cores. os sabores e os cheiros? indescritíveis. aqui, as coisas sabem àquilo que é suposto saberem e cheiram àquilo que é suposto cheirarem. tudo é tão real, tão vivo. tão simplesmente, simples.

quanto ao "cair da ficha", creio que começo, finalmente, a aceitar que aqui é o meu lugar e que, finalmente, estou onde tenho de estar.

sinto-me, cada vez mais, no meu centro. mais perto de mim, de quem sou, de quem quero ser. estou mais calma, sinto-me mais serena. re-encontrei o reiki, re-encontrei a minha espiritualidade. e re-encontrei, tudo isto, com as mãos na terra, os pés descalços e a pele ao sol.

agora, sob a luz da tímida lua e embalada com o concerto que as cigarras estão a protagonizar, vou-me deitar. amanhã, é dia de começar de novo ♡

 créditos da imagem | net

Sem comentários: