4.18.2015

"todos nos dizem continua, continua, mas é o mundo que desiste, inteiro, à nossa volta."*



» créditos imagem | sea glass secrets
(...)
pode então haver um momento em que o mundo pára. a idade pára. é nesse instante que se pode pensar: nunca quis ser aquilo em que me tornei, quis sempre não ser aquilo em que me tornei. com o mundo completamente parado, com a idade parada, não é difícil parar também e, rodeados de fragmentos, uma existência inteira feita de vidro estilhaçado e espalhado no chão.
o mais natural é baixarmo-nos sobre os calcanhares, pousar os cotovelos sobre os joelhos dobrados e, com cuidado, esticar as mãos para, com a ponta dos dedos, se começar a escolher cada fragmento, distinguir o que se deve abandonar do que se deve manter. desistir não é sempre mau. há vezes em que não se pode evitar. todos nos dizem continua, continua, mas é o mundo que desiste, inteiro, à nossa volta. (...)

* josé luís peixoto
| desistir 


Sem comentários: