2.03.2015

...isso é amor ♥


eu tinha um ano quando nasceu. o meu primeiro amigo, o meu melhor amigo. crescemos juntos, partilhando brincadeiras, descobertas, conquistas... mães, pais e irmãos. posso dizer que a minha primeira infância foi a melhor, porque o meu mano do coração esteve sempre do meu lado.

muitos anos mais tarde, a sua presença foi essencial, numa altura, extremamente, difícil para mim, quando a doença me tinha sonegado uma grande parte da família e amigos. jamais me esquecerei das suas palavras... ficaram gravadas na minha alma.

por sua vontade, passaríamos mais tempo juntos. infelizmente, a vida tornou-me um ser esquivo, solitário. não sei explicar porquê, mas para mim, é muito difícil sair de casa, conviver com terceiros... inclusive, com aqueles que eu amo incondicionalmente.

tentei, contudo, despedir-me dele. porque sinto-o como uma parte de mim. uma parte que me é, extremamente, cara. porém, a última semana foi, verdadeiramente, caótica e a nossa despedida foi-se adiando, adiando...

e. eis que, se o "maomé não vai a montanha, a montanha vai a maomé". e, em pleno imtt, aparece-me com flores, um sorriso, aquele olhar de "porto seguro" e um abraço...

[...mais palavras para quê?]

Sem comentários: