1.22.2015

ser eu.


» créditos imagem | web 

procuro despir-me do que aprendi. procuro esquecer-me do modo de lembrar que me ensinaram, e raspar a tinta com que me pintaram os sentidos, desencaixotar as minhas emoções verdadeiras, desembrulhar-me e ser eu... 

 alberto caeiro

1 comentário:

Amélia disse...

Só a genialidade de Pessoa para interpretar o que sentimos em momentos tão nossos. Como te compreendo e como gostaria de aprender a despir-me assim...